Parte do conteúdo desta página requer o Adobe Flash Player para correta visualização.

Get Adobe Flash player



Óleo de alho
Óleo de alho


de R$ 17,49

por
R$ 10,89


Em até 3x de
R$ 3,63




O que é?

Óleo de Alho Mediervas ajuda a reduzir o colesterol e tem forte ação expectorante, analgésica, antibacteriana e tônica.

 

Atua como coadjuvante no tratamento de hipertensão arterial leve e auxilia na prevenção das doenças arterioscleróticas.


Princípio Ativo

Óleo de alho


Apresentação

Frasco com 60 cápsulas de 250mg


Registro na Anvisa

6.6006.0021

Informações Nutricionais

Óleo de soja, Óleo de alho (Allium Sativum) 250 mg, gelatina (cápsula) e água purificada. NÃO CONTÉM GLÚTEN. NÃO CONTÉM LACTOSE.



Modo de Usar

Tomar uma cápsula, duas a três vezes ao dia, 30 minutos antes das principais refeições com um copo de água.



Saiba Mais

Planta de origem asiática, o alho tem sua ação terapêutica conhecida desde a Antiguidade. Para os egípcios, além de servir de alimento, o alho estimulava a boa voz e a coragem.

 

Nero, imperador romano, com frequência comia os bulbos do alho chegando às vezes interromper o consumo de qualquer outro alimento. Durante a Idade Média, o alho ajudou na cura da peste bubônica.

 

Já na Primeira Guerra Mundial, em razão de sua forte ação analgésica e antibacteriana foi usado pelos médicos para impedir a infecção dos ferimentos.

 

Nome científico do alho: Allium sativum L. Outros nomes populares do alho Allium sativum: alho-comum, alho-da-horta, alho-hortense, alho-manso; garlic e cultivated garlic (inglês); ajo (espanhol), ail (francês), aglio e aglio comune (italiano); ail (francês); hsiao-suan (chinês); lasan (hindu).

 

Propriedades medicinais do alho Allium sativum: amebicida, antiagregante plaquetário, antiasmática, antibiótico, antifúngica, antigripal, anti-hipertensiva, anti-inflamatório, antimicrobiana, antirreumática, antisséptica, antitóxica intestinal, antitrombóbita, antiviral, digestiva, excitante da mucosa estomacal, bactericida, bactericida intestinal, carminativa, depurativo do sangue; desinfetante, digestiva, diurética, emoliente, estimulante, excitante da mucosa estomacal, expectorante, febrífugo, hepatoprotetora, hipoglucemiante, hipolipemiante (inibe a síntese de colesterol e triglicerídeos), hipoviscosizante (reduz a viscosidade plasmática); odontálgica, rubefasciente enérgico, sudorífera, vasodilatadora periférica, vermífuga (solitária e ameba). Indicações do alho Allium sativum: acne, afecções da pele, afecções nervosas e histérica, ácido úrico, afecções genitourinárias (cistite, ureterite, uretrite, pielonefrite, urolitíase), afecções respiratórias (abscessos pulmonares, asma, bronquite, coqueluche, defluxo, enfisema, faringite, gripe, pneumonia, resfriado, tuberculose, gangrena pulmonar), doenças cardíacas, angina, palpitações cardíacas, arteriopatias, arteriosclerose, colesterol alto, triglicerídeos altos, problemas circulatórios, pressão alta, varizes, diabetes, artrite, cálculo na bexiga, calos, caspa, catarro, cólera, dermatomicose, diarréia, difteria, distúrbios intestinais, dores de cabeça, dores de dente, dores de ouvido problemas de audição, edemas, enfermidades do fígado, dos rins e da bexiga, enxaqueca, escorbuto, esgotamento, estimulação do sistema imunológico, falta de apetite, febre, cortes e ferimentos, gota, hemoptise, hemorróidas, herpes, hidropisia, hiperglicemia, hiperlipidemias, hiperqueratose, hiperuricemia, hipocondria, impingem, impurezas na pele, infecções bacterianas, infecções fúngicas, insônia, intoxicação nicotínica, manchas na pele, melancolia, menopausa, micose, nefrite, obesidade, paralisação do fígado e do baço, parasitose intestinal, paludismo, parodontopatias, picadas de insetos (coceira e dor), prevenção de disenterias amebianas, prevenção de tromboembolismos, prisão de ventre, retinopatia, reumatismo, rouquidão, sarda, sarnas, sífilis, sinusite, tinha, tosse, tumores, úlceras, vermes, verrugas etc. Últimas tendências: anticancerígeno (os compostos de enxofre e o flavonóide quercetina parecem ser os responsáveis pela prevenção do aparecimento de células cancerosas no estômago, fígado etc.). Desde que associado a uma alimentação equilibrada e hábitos de vida saudáveis. Contraindicações/cuidados com o alho Allium sativum: contraindicado para lactantes (pode provocar cólicas no ventre do lactente), recém-nascidos, pessoas com pressão baixa, com problemas estomacais e de úlceras, pessoas com dermatites, com acidez de estômago, hipertireoidismo, hemorragias ativas (pré e pós-operatórios), trombocitopenia, tratamento com anticoagulantes do tipo warfarina ou com hemostáticos (especialmente as formas extrativas), alguns medicamentos para controlar o nível de açúcar no sangue e alguns antiinflamatórios.

 

O óleo essencial puro por via oral é contraindicado para gestantes, lactantes, crianças, pacientes com hipersensibilidade. Efeitos colaterais do alho Allium sativum: em excesso, pode causar problemas digestivos, de estômago, dores de cabeça, dores nos rins, cólicas, vômitos, diarréia, tontura; problemas de sangramento, irritação intestinal.

 

Por via externa pode produzir dermatite de contato. O óleo essencial do alho puro pode provocar náuseas.

 

LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES E EM CASO DE QUALQUER DÚVIDA CONSULTE O SEU NUTRICIONISTA. PERSISTINDO OS SINTOMAS, CONSULTE O SEU NUTRICIONISTA.



Início | Institucional | Como Comprar | Porque comprar aqui | Segurança | Ajuda | Fale Conosco

As informações sobre saúde contidas neste site são fornecidas somente para fins educativos e não pretendem substituir, de forma alguma, as discussões estabelecidas entre médico e paciente. Todas as decisões relacionadas a tratamento de pacientes devem ser tomadas por profissionais autorizados, que levarão em consideração as características exclusivas de cada paciente. As informações aqui contidas destinam-se ao público brasileiro.

Copyright 2010 - 2014 - Todos os direitos reservados MH Distribuidora - CNPJ: 04.127.477/0001-93