Parte do conteúdo desta página requer o Adobe Flash Player para correta visualização.

Get Adobe Flash player



Psyllium
Psyllium


de R$ 28,60

por
R$ 18,69


Em até 3x de
R$ 6,23




O que é?

Elaborado a partir das sementes de uma planta originária da África e Ásia, o Plantago Psylium, é uma das melhores fontes de fibras utilizadas na prevenção de doenças gastrintestinais.

 

Segundo a ANVISA, "O psillium auxilia na redução da absorção de gordura e colesterol. Seu consumo deve estar associado a uma alimentação balanceada e hábitos de vida saudáveis".


Princípio Ativo

Psyllium Plantago Ovata


Apresentação

Frasco com 60 cápsulas de 500mg


Registro na Anvisa

6.6006.0018

Informações Nutricionais

Psyllium (Plantago psyllium L), gelatina (cápsula) e água purificada.

NÃO CONTÉM GLÚTEN. NÃO CONTÉM LACTOSE.



Modo de Usar

Tomar duas cápsulas, três vezes ao dia, antes das principais refeições, com um copo de água.



Saiba Mais

1.Histórico do Psyllium

 

O psyllium cujo nome científico é Plantago psyllium L., pertence a família Plantaginaceae. O psyllium é uma erva que mede menos de 50 cm e produz flores brancas, agrupadas em espigas na ponta de pequenas hastes.

 

Cresce espontaneamente nos solos áridos e arenosos do Mediterrâneo. Seu nome deriva do grego psylla (pulga), referindo-se a semelhança de suas sementes com este inseto. O seu uso foi popularizado com o advento dos árabes e persas na Índia e começou a ser utilizada pelos europeus no início do século XIX. Com exceção da casca da semente, onde encontra-se grande quantidade de fibras, as demais partes não tem uso medicinal.

 

2.Mecanismo de ação do Psyllium

 

O psyllium possui na sua constituição L-arabinose, D-xilose e ácido galacturônico, mas seus principais constituintes são as fibras, mucilagens e óleos. As mucilagens presentes na composição do psyllium absorvem considerável quantidade de água, aumentando o volume fecal que por sua vez aumenta o lúmen intestinal.

 

Há uma redução da pressão intraluminal reduzindo a possibilidade de formação de divertículos. Seus efeitos ultrapassam o âmbito intestinal. Retarda tanto o esvaziamento gástrico como a absorção de glicose a partir do intestino delgado.

 

Devido a sua indigestibilidade, as fibras alcançam o cólon praticamente inalteradas, causando aumento no volume de conteúdos colônicos com conseqüente ativação da motilidade propulsora. Seus óleos também favorecem a propriedade laxativa.

 

O psyllium normaliza o tempo de trânsito intestinal, aumentando ou diminuindo este tempo, conforme a necessidade. Favorece o amolecimento das fezes e reduz a necessidade de esforço para evacuação, atividade muito útil em casos de hemorróidas. Em estudos realizados demonstrou possuir a propriedade de reduzir o colesterol sérico total, reduzindo o LDL-colesterol e aumentando o HDL-colesterol. Quando ingerido antes das refeições pode reduzir a sensação de fome.

 

3. Indicações do uso do Psyllium

 

O psyllium age como um laxativo mecânico suave, emoliente e demulcente. É indicado em casos de obstipação crônica, coadjuvante da evacuação intestinal em casos de hemorróidas, gravidez, convalescença, períodos pós-operatórios e senelidade.

 

Também em colites e diverticulites. O psyllium também é indicado como complemento em dietas de emagrecimento, tendo em visto que sua ingestão antes das refeições favorece a um aumento na sensação de saciedade, bem como liga-se a moléculas de carboidratos simples impedindo sua absorção a nível intestinal.

 

4.Contra-indicações do uso do Psyllium

 

O uso do psyllium é contra-indicado em casos de cólicas abdominais de origem desconhecida. Em constrição ou estenose intestinal. Não há qualquer contra-indicação de seu uso durante a gestação e lactação, sendo inclusive recomendado durante a gravidez nos casos de constipação intestinal.

 

5. Leitura complementar

 

O efeito benéfico da ingestão de fibras solúveis é um fato amplamente conhecido. O Psyllium que é uma fibra solúvel extraída de uma planta ( Plantago psyllium ou Plantago areana ou Plantago ovata).

 

O Psyllium por ser rico em fibra do tipo solúvel possui uma enorme capacidade de reter água, a esta característica chamamos de capacidade hidrófila, que no caso do Psyllium a relação é para cada grama da fibra ocorre uma retenção entre 10 gramas de água. Por causa desta enorme capacidade de reter água, conseqüentemente o Psyllium forma um gel viscoso, capaz de ligar-se a moléculas tais como, proteínas e carboidratos simples (açúcares).

 

O Psyllium também foi estudado por RIGAUD et al. (1998) em relação aos seus efeitos sobre a saciedade em dietas de baixa caloria. No estudo verificou-se que pelo fato de ocorrer um aumento na viscosidade do alimento quando em contato com as fibras solúveis do Psyllium, reduz-se conseqüentemente a interação entre os nutrientes dos alimentos e as enzimas digestivas, e com isto também ocorre um retardamento na absorção de alguns substratos energéticos pelo intestino.

 

Outro importante efeito do Psyllium, refere-se a capacidade laxativa, uma vez que ele facilita a propulsão do cólon, bem como permite que as fezes tornem-se mais úmidas do que com outras fibras. Um estudo de MARLETT et al. (2000) verificou que o gel do Psyllium escapa da fermentação microbiana ao contrário do que ocorre com outras fibras viscosas. O efeito do Psyllium sobre às doenças crônico-degenerativas, foi analisado em 2000 por ANDERSON et al. onde ocorreu uma suplementação de Psyllium por longo prazo (26 semanas) na dieta de homens e mulheres com hipercolesterolemia (colesterol alto ).

 

O resultado foi um decréscimo de 4,7% do colesterol total e 6,7% do colesterol-LDL do grupo do Psyllium em relação ao placebo. Um outro estudo ANDERSON et al. foi realizado com homens com diabetes tipo 2 e hipercolesterolemia por 8 semanas, e neste estudo também a suplementação com Psyllium mostrou-se eficaz no grupo tratado com Psyllium em relação ao grupo tratado com placebo.

 

Concluindo, o Psyllium é uma ferramenta adicional na alimentação das pessoas que apresentem problemas de função intestinal, devido a sua capacidade laxativa , ou pessoas que estejam ingerindo dieta baixa caloria e com isto necessitem aumentar a saciedade, e porque não falar em relação a prevenção de doenças crônico-degenerativas, entretanto a indicação de uso não deve ser indiscriminada e preferencialmente deve ser seguindo as recomendações de um médico ou nutricionista.

 

LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES E EM CASO DE QUALQUER DÚVIDA CONSULTE O SEU MÉDICO OU FARMACÊUTICO. PERSISTINDO OS SINTOMAS, CONSULTE O SEU MÉDICO.



Início | Institucional | Como Comprar | Porque comprar aqui | Segurança | Ajuda | Fale Conosco

As informações sobre saúde contidas neste site são fornecidas somente para fins educativos e não pretendem substituir, de forma alguma, as discussões estabelecidas entre médico e paciente. Todas as decisões relacionadas a tratamento de pacientes devem ser tomadas por profissionais autorizados, que levarão em consideração as características exclusivas de cada paciente. As informações aqui contidas destinam-se ao público brasileiro.

Copyright 2010 - 2014 - Todos os direitos reservados MH Distribuidora - CNPJ: 04.127.477/0001-93